segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Bife Wellington com Espargos em cama de Cebola caramelizada!



E quando tem uma receita, um prato que não te sai da cabeça, meia volta e lá esta ele a bombar ali... faz-me ... faz-me. 
E pronto lá tive que me render aquela vontade, que não me largava um segundo.
Esta receita tem uma historia, mais uma doce surpresa, para mim claro! 
No passado mês de Outubro participei num passatempo, como participo em dezenas deles todos ligados a cozinha, confesso.  Este foi da Teka
E ganhei um maravilhoso Workshop de 2 dias na Clavel's Kitchen com orientação da Chefe Tânia Durão.
E entre muitas receitas esta foi uma delas, que hoje trago aqui, é simples de se fazer e fica muito bonita, requintada, elegante um prato que marca presença num jantar.
Bife Wellington com espargos em cama de cebola caramelizada!
Adorei a experiência aprendi coisas novas, com um grupo de pessoas fantásticas. 
Mas vamos a receita é maravilhosa acreditem me!





Ingredientes
700gr de Bife do Lombo (novilho)
Sal e pimenta preta q.b.
Azeite q.b
4 dentes de alho
300 gr de cogumelos Portobello
50 gr de mostarda
2 chalotas
1 folha de massa folhada
200 gr de bacon fatiado 
1 gema de ovo
2 cebolas roxas (grandes)
Vinagre balsamico q.b.
2 colheres de sopa de açúcar amarelo
1 molho de espargos frescos

Preparação 
Arranjar a carne e retirar toda a gordura existente. Temperar com sal e pimenta preta.
Numa frigideira com azeite, colocar 4 dentes de alho cortados a meio. Marcar (selar) a carne em todos os lados também nas pontas, para que fique bem selada e não perca os sucos. Colocar a carne no frigorífico para que repouse e esfrie. 
Enquanto a carne repousa, pique os cogumelos e as chalotas miudinho, saltear em azeite, reservar a esfriar.
Retire a carne do frio e pincele com mostarda. Estenda a massa folhada no balcão coloque o bacon fatiado ligeiramente sobreposto, umas fatias nas outras.
Coloque  o lombo da carne em cima do bacon e tape a carne. Colocar a "pasta" de  cogumelos e chalotas por cima, pressionar bem para que fique uniforme sobre o lombo. Fechar com com a massa folhada, envolta do lombo tapando bem as laterais, pincelar com a gema de ovo. Passar para um tabuleiro e levar ao forno, pré aquecido a 180ºC por 25 minutos.
Entretanto com ajuda de uma Mandolina  corte as cebolas para um tacho. junte um fio de azeite, açúcar e vinagre balsamico. Em lume brando até caramelizar.
Bringir os espargos, saltear em azeite e alho.
Remova o Wellington do forno e deixe repousar 10 minutos antes de cortar. Corte em medalhões e sirva acompanhado de espargos em cama de cebola caramelizada.




Bom Apetite!



quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Pão Rústico feito em casa!



Pão 
Estamos no mês de Janeiro, um mês frio e longo por natureza onde o Inverno se faz sentir em todo seu esplendor, frio e rude!
E eu por norma tenho sempre assim uns dias de meio gás, depois do torbilhão que é época de festas. E gosto, gosto mesmo muito todo mundo regressa ao trabalho, ás escolas ás  suas rotinas e eu... non fare niente ... ai tão bom!
Então num destes dias, foi dia de não sair de casa, todo dia de pijama roupa de conforto e conforto é sinonimo de pão feito em casa.
E assim saiu este maravilhoso pão, e estava tão bom.
Passar uma manteiga e acompanhar com uma bela chávena de café, com o conforto de um pijama e uma casa só para mim ... Oh paraíso...
Isto para não falar no cheirinho que fica na casa, é simplesmente fresco, maravilhoso, é conforto em aroma.
Esta receita foi adaptada do blog da Joana Claro. As receitas da mãe galinha que por sua vez a retirou do Simply by Cristina
Já a fiz varias vezes mas com com medidas delas, massa fica demasiado liquida impossível de trabalhar, parece massa de bolo, (a mim fica).
Tem que levar mais farinha, pelo menos meu levou e ficou muito bom super crocante por fora e fofo por dentro e nada maçudo.



Ingredientes
550ml de água
850g de Farinha T65
7g fermento seco em pó FERMIPAN
1 colher de chá de sal
1 colher de café de açúcar 
Preparação robot de Cozinha
1. Deitar no copo a água e a farinha. 
Misturar 20Seg./Vel.6.
Deixar hidratar cerca de 40Min.
2. Adicionar o fermento, açúcar e o sal.
Amassar 6Min./Vel.Espiga.
3. Retirar do copo e colocar o preparado num recipiente e deixar levedar até que dobre de volume.
4. Ligue o forno a 250ºC 

Após esse período de levedação, polvilhar a bancada com farinha amassar mais um pouco e se for preciso juntar mais farinha até obter uma massa bem macia e elástica que não se prenda as mãos e dedos. 
5..Coloque o pão num tabuleiro polvilhado com bastante farinha, faça um corte a meio com uma faca bem afiada.
Baixe a temperatura do forno para os 200ºC e coloque o pão no forno a cozer por 30 minutos ou até o pão ficar douradinho a gosto.
Nota: Deve colocar no forno um tabuleiro com água quando o pão estiver a coser para passar humidade ao pão, para que não fique seco e duro mais rapidamente. Esta massa deu para duas porções de pão conforme esta nas fotos apresentadas.
Podem também deixar no frigorífico até 24h. Se assim fizerem deverão retirar 30Min. antes da cozedura e deixar a massa a temperatura ambiente, antes da ida ao forno.


Preparação tradicional
1. Colocar dentro de uma bacia larga a água e a farinha, mexer bem com uma colher de pau e deixar hidratar por 40 minutos.
2. Adicionar o fermento, açúcar e o sal.
3. Amassar a mão sempre de fora para dentro durante uns bons 10 a 15 minutos (faz bem aos braços) 
4. Voltar a colocar na bacia e deixar levedar num sitio morno ate a massa dobrar de tamanho. 
5. Após esse período de levedação, polvilhar a bancada com farinha amassar mais um pouco e se for preciso juntar mais farinha até obter uma massa bem macia e elástica que não se prenda as mãos e dedos.
6. Ligue o forno a 250ºC 
7.Coloque o pão num tabuleiro polvilhado com bastante farinha, faça um corte a meio com uma faca bem afiada.
Baixe a temperatura do forno para os 200ºC e coloque o pão no forno a cozer por 30 minutos ou até o pão ficar douradinho a gosto.
Nota: Deve colocar no forno um tabuleiro com água quando o pão estiver a coser para passar humidade ao pão, para que não fique seco e duro mais rapidamente. Esta massa deu para duas porções de pão conforme esta nas fotos apresentadas.
Podem também deixar no frigorífico até 24h. Se assim fizerem deverão retirar 30Min. antes da cozedura e deixar a massa a temperatura ambiente, antes da ida ao forno.





Bom Apetite!


terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Salada Quente de Quinoa, Figos, Presunto e Nozes, Salpicada com Vinagrete de Mel e Vinagre Balsâmico!







E já estamos num novo ano, 2019  
E eu não podia começar o ano que não fosse desta maneira, com uma publicação que me enche de orgulho ❤️ 
Uma receita que saiu, está numa revista.
Em pleno mês de Agosto recebi um convite, uma agradável surpresa ❤️
A revista Portugal de Sabores & Tradições convidou-me para criar uma receita para a sua rubrica «O segredo de 3».
A receita tinha que incluir um ingrediente especial: a quinoa!
Claro que fiquei felicíssima com o convite. Uma receita minha numa revista de culinária, que orgulho. O meu humilde blog chamou a atenção de alguém, de uma revista. Sim estou inchada de orgulho, orgulho do meu Flor de Rosmaninho!
Tive o mês de Setembro para amadurecer a ideia. Ocorreu-me que vinham aí os figos e o Outono logo logo chegava. Não podia ser mais perfeito uma oportunidade destas num época que adoro, o Outono! 
Assim, nasceu esta salada quente de quinoa com sabores que adoro, cores e texturas que me levam até ao doce Outono! 
Deixo aqui também uma pequenina entrevista feita pela revista: Portugal Sabores & Tradições

1-O que a atrai na culinária/gastronomia?
Em primeiro lugar adoro comer.
As cores, os sabores, as texturas e a qualidade são naturalmente um grande atractivo.
O mundo gastronómico é infinito, com muita qualidade e variedade, com ingredientes diferentes por descobrir, oriundos dos 4 cantos do mundo.
Ser capaz de transformar ingredientes simples, básicos, em algo maravilhoso, delicioso, bonito, é na realidade extraordinário.
É um mundo onde se pode viajar através do palato e isso para mim é simplesmente fascinante.

2- Como surgiu a ideia de criar um Blog?
Fui impulsionada por amigos e familiares, de forma a partilhar as minhas receitas e a confecção das mesmas.
Para além disso, beneficio de ter o meu livro de receitas pessoal que posso consultar a qualquer momento e em qualquer lugar.

3-Qual a principal característica que destaca no blog?
A principal característica do meu blog é a procura incessante de fazer com que os leitores viagem, que tenham vontade de fazer e de comer e simultaneamente de despertar lembranças de sabores, de momentos e de locais nas suas memórias.
É isto que procuro passar no meu blog: memórias, despertares, nuances com sabor, cheiro e cor (Flor de Rosmaninho).

4-Como define a receita que desenvolveu para a rubrica? Como surgiu a receita?
Defino esta receita sobretudo como a preparação para a chegada do Outono! Um ponto de viragem!
Termina a estação do Verão. Uma época quente e movimentada, dando lugar à estação calma e mágica do Outono. É a minha época preferida.
Quando recebi o vosso convite, imediatamente os tons, os perfumes e os sabores do Outono começaram a inundar a minha mente.
Este amável convite é um marco importante para o meu blog, uma espécie de ponto de viragem, tal como me transmite o meu Outono.
Foi um passeio pelo campo, sentindo o calor da doce brisa do fim do Verão, ouvindo o som mágico da água a correr pelo rio, observando a mudança dos tons das folhas, o chilrar dos pássaros e o coaxar das rãs, sentindo os perfumes da natureza e o coração cheio de amor. Sim, o amor é a génese de tudo que faço!
Os frutos do Outono ainda a ganhar forma e cor. Mas foi sobretudo uma figueira plantada junto a um velho moinho, envolvida por uma vinha que cobria com a sua sombra certamente muitas memórias e segredos, ao que acrescentei a lembrança do travo salgado do presunto, com o crocante das nozes que me levaram à receita que agora apresento.



A doçura do Outono♥️


Ingredientes
1 chávena de Quinoa (200gr)
2 chávenas de água (funciona 2 medidas de água para uma medida de Quinoa)
4 fatias de presunto
6 figos pingo de mel
Nozes Q/B
Mel Q/B
Vinagre Balsâmico Q/B
Azeite Q/B
1 colher de sopa de maionese
Flor de sal 

Preparação Tradicional
1. Comece por lavar bem a quinoa em água corrente (seguir as indicações da embalagem). Colocar a quinoa a coser são 2 medidas de água para 1 de quinoa.
2. Corte os figos a meio e numa grelha daquelas que deixam marcas coloque a grelhar, reserve.
3.Coloque a quinoa num prato, os figos por cima assim como o presunto esfarripado.
4. Faça uma vinagrete com azeite, mel, flor de sal, maionese e vinagre balsâmico, numa tigela e com um garfo misture tudo muito bem até ficar um creme homogéneo. Regue a quinoa os figos e presunto.
Por fim disponha umas nozes por cima e sirva imediatamente, ainda quente.

Preparação Robot de Cozinha
1. Comece por lavar bem a quinoa em água corrente (seguir as indicações da embalagem).
2. Coloque no copo a quinoa a água , o sal e programe 20mint/100ºC/vel.inversa/colher.

Com ajuda do cesto escorra a quinoa .
Reserve.
3.Corte os figos a meio e numa grelha daquelas que deixam marcas coloque a grelhar, reserve.
3.Coloque a quinoa num prato, os figos por cima assim como o presunto esfarripado.
4. Faça uma vinagrete com azeite,mel, flor de sal, maionese e vinagre balsâmico, coloque tudo dentro do e misture 10 seg/ vel. 4 - terá um creme homogéneo.
Regue a quinoa figos e presunto.

Por fim disponha umas nozes por cima e sirva imediatamente, ainda quente.

Nota : Não usei sal a cozer a quinoa pois já tem sal do presunto e da vinagrete, é suficiente para equilibrar os sabores.





Bom Apetite!





quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Salame de Chocolate negro com Pistachio!



Salame de chocolate, um clássico que não tem como falhar! 
Todos adoram e claro eu também não podia fugir a regra.
Mas por norma faço mais de inverno pois uma fatia desta maravilha tem que acompanhar com um cafezinho, uma outra paixão...
E como o frio a chuva já fazem questão de marcar presença anunciar o Inverno mesmo ai a porta, apetece um cafezinho quente com uma fatia de salame de chocolate! 
E quando chega mais um  fim de semana  de chuva,  e não se tem vontade de sair do sofá, eu é mais  da minha cozinha com a companhia da salamandra arder é quase perfeito! 
Porque Shoping, grandes superfícies nesta altura do ano não, mas NÃO mesmo tenho pavor. E se o tempo não permite um passeio pelo campo, pela montanha a minha cozinha é o lugar perfeito. E tem dias que saem assim uns pequenos tesouros, maravilhosos para oferecer a uma amigo(a) a uma pessoa especial, para ter em casa os miúdos vão agradecer muito, acreditem e os graúdos também.
Este fiz com pistachio para dar um toque diferente uns salpicos de salgado e digo-vos correu muito bem. Ficou fantastico.



Ingredientes
200 gr de bolacha Maria
200 gr de chocolate em pó negro
100 gr de manteiga 
80 gr de açúcar mascavado
4 gemas 
120 gr de pistachio
100 gr de açúcar em pó 

Preparação Robot de Cozinha
Pulverize o açúcar 20 seg./vel.9 reserve.
Coloque no copo metade das bolachas e triture 10 seg./vel.4, retire e reserve. Repita o processo com as bolachas restantes, reserve numa taça grande.
descasque o pistachio e pique grosseiramente 10seg./vel.4/5, junte as bolachas e misture bem .
Coloque no copo o açúcar, as gemas e a manteiga 5 mint./70ºC/vel.4 junte o chocolate e misture 20 seg./vel.4.
Verta este creme de chocolate em cima das bolachas e do pistachio e com as mãos amasse e misture muito bem todos os ingredientes, passe para cima de uma folha de papel vegetal e de-lhe forma cilíndrica. Passe pelo açúcar em pó para lhe dar efeito de farinha. Enrole em papel vegetal e com fio de cozinha amarre a gosto. levar ao frio uma horas e está pronto a servir. 

Preparação Tradicional
Coloque as bolachas dentro de um saco e com ajuda do rola da massa triture grosseiramente, reserve.
Descasque os pistachios e triture também grosseiramente usando mesmo método anterior, junte as bolachas numa taça grande reserve.
Num tacho coloque a manteiga a derreter com o açúcar junte as gemas e o chocolate, misture tudo muito bem deixe cozinhar por 5 minutos. 
Verta este creme de chocolate em cima das bolachas e do pistachio e com as mãos amasse e misture muito bem todos os ingredientes, passe para cima de uma folha de papel vegetal e de-lhe forma cilíndrica. Passe pelo açúcar em pó para lhe dar efeito de farinha. Enrole em papel vegetal e com fio de cozinha amarre a gosto. levar ao frio uma horas e está pronto a servir.
Com ajuda de robot de cozinha pulverize o açúcar ou pode usar de compra ou se preferir pode usar cacau em pó, para mesmo fim.





Bom Apetite!

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Rolinhos de canela!! And... Rolinhos de Amora!!





Não fiz uma, mas sim duas versões a original os rolinhos de canela, maravilhosos mas também uma outra versão com fruta. 
Usei amoras reservas do Verão. 
Apanho sempre todas que possa e congelo para ao longo do ano ir desfrutando desse fruto maravilhoso. E foi ver a versão de rolinhos da Paula Guerreiro autora do blog Sugar Bites que imediatamente me decidi, a fazer. 
E não me arrependi nada ficaram maravilhosos. 
Os de canela também fantásticos, confesso que nunca tinha feito não sou grande apreciadora deste tipo de doces, (massas) sou mais do docinho de colher.
Mas são muito bons sim fiquei rendida. Otimos para um lanche, para um pequeno almoço, com um cafezinho humm delicia.

Estes de Amora inspirados no Sugar Bites

Estes de canela são receita Lemon & Vanilla
Espero que gostem ❤️

Ingredientes para massa 
250 gr de farinha de trigo s/fermento
1 c. de chá de fermento de padeiro seco
1 pitada de sal
15 gr de açúcar amarelo
1 c. de achá de açúcar baunilhado
100ml de leite morno
25 gr de manteiga derretida
1 ovo t. L

Ingredientes recheio canela
50 gr de manteiga derretida
30 gr de açúcar mascavado
2 c. de chá de canela em pó
1 pitada de noz moscada raspada na hora

Ingredientes para recheio de Amora 
150 gr de amoras
raspa de 1 limão sumo de1/2 limão
1 c. de sopa de açúcar mascavado

Ingredientes para glacé
4 c. de sopa de leite norno
100gr de queijo tipo Philadelphia  
40 gr de açúcar em pó

Preparação tradicional da massa
Numa taça grande misture todos os ingredientes e amasse ate obter uma massa macia e bem maleável, mais ao menos 5 a 10 minutos amassar a mão.
Cubra a massa com uma pelicula aderente e deixe levedar durante 1.30h ou até dobrar de tamanho. 

Prepararação da massa Robot de Cozinha 
Colocar todos os ingredientes dentro do pcopo e programar 5 mint/vel espiga.
Passe para uma taça, cubra a massa com uma pelicula aderente e deixe levedar durante 1.30h ou até dobrar de tamanho. 

Preparação recheio de amora tradicional
Coloque os ingredientes dentre de um tacho e leve a lume brando cerca de 20 minutos,reserve a arrefecer.

Preparação recheio de amora Robot de Cozinha
Coloque os ingredientes dentro do copo e programe varoma/ 15 mint/vel.colh.
reserve a arrefecer.

Preparação dos rolinhos
Divida a massa para ambos os sabores a gosto.
Em cima de uma base enfarinhada estique a massa em um rectângulo e espalhe o recheio de amora deixando a toda a volta uma margem de 2cm sem recheio para não basar fora.
Enrole em forma de torta e corte os rolinhos com cerca de 2,5cm de espessura coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal e deixe levedar por mais 30 minutos.
Passe para os rolinhos de canela.
Em cima de uma base enfarinhada estique a massa em um rectângulo, pincele com manteiga derretida e polvilhe com o açúcar mascavado , a canela e noz moscada.
Enrole em forma de torta e corte os rolinhos com cerca de 2,5cm de espessura coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal e deixe levedar por mais 30 minutos.

Pré aqueça o forno a 190º C.
Pincele os rolinhos com leite e leve ao forno a cozer por 20-25 minutos, ou até ficarem dourados.
Enquanto os rolinhos estão a assar, faça o glacé misturando os ingredientes muito bem com uma vara de arames e espalhe o glacé sobre os rolinhos usando um pincel de cozinha enquanto ainda estão quentes.