quarta-feira, 5 de agosto de 2020

Lasanha de Legumes!







Cada vez mais o consumo de legumes e vegetais se impões aqui por casa.
Não vou virar vegetariana nem vegan. Pois gosto demasiado tanto de carne como de peixe. E não sou fundamentalista.  Sou da opinião que tudo faz falta, com equilibro claro.
Mas sim reduzir em especial nas quantidades, apostar mais na qualidade.
Pouca carne, pouco peixe e muito legumes, vegetais e frutas para uma corpo e uma vida mais saudável. Por isso hoje trago esta lasanha de legumes que sai  muitas vezes aqui por casa.
É uma delicia. Consegue convencer  os mais agarrados a carne. 
Uma lasanha que se come muito bem, tanto quente como fria. Uma otima sugestão para levar numa marmita, não precisa aquecer. E nos tempos actuais, dá muito jeito este tipo de receitas.
Almoçar com segurança. isto nem falando que sabemos o que estamos  a comer.
Sim tem bechamel, mas feito em casa. É sempre com muito mais qualidade que os de compra.



Ingredientes 
4 alhos francês
2 courgette
250 gr de tomate 
2 cenouras grandes
Azeite Q/B
Manteiga Q/B
Flor de sal Q/B
Pimenta preta Q/B
2 colheres de sopa de mel
Tomilho fresco 

Ingredientes para bechamel
600 ml. de Leite
60 gr. de Farinha
40 gr. de Margarina
Sal de Pimentas q/b
Nos Moscada q/b

Preparação
Comece por arranjar os legumes com ajuda de uma mandolina
A courgette com ajuda do descascador tire lascas a todo o comprimento a toda a volta da courgette. O interior pique aos cubos, ripe a cenoura, corte tomates cereja ao meio e lamine o alho francês. É fundamental arranjar os legumes todos a frente, depois é muito rápido  o processo de confecção .
Coloque uma sertã ao lume com azeite e uma boa colher de sopa de manteiga, assim que a manteiga estiver derretida junte o alho francês e deixe refogar um pouco.
Depois a courgette picada aos cubos, as tiras de courgete, a cenoura e por fim o tomate  deixe cozinhar ate todos os legumes estarem macios e cozinhados.
Só no fim os vamos temperar com Sal de Pimentas, junte agora  o mel e o tomilho deixe cozinhar por mais 2 a 3 minutos envolvendo muito bem para que o mel e o aroma do tomilho chegue a todos os legumes, retire do fogão e deixe arrefecer um pouco.

Entretanto molhe as placas de para a lasanha em agua quente e comece a montar a lasanha.  
Apenas com um pouco de molho dos legumes no fundo da assadeira, ajuda as placas a não colar no fundo.
E depois as camadas, placas, legumes uns salpicos de bechamel e assim sucessivamente até terminar ingredientes. Sendo que a ultima camada será de bechamel.
Leve ao forno até gratinar. Acompanhar com uma salada verde! Ou simples, afinal já é de legumes. 




Nesta receita contei com o apoio e qualidade de  mandolina 


Bom Apetite!


domingo, 26 de julho de 2020

Entrecosto de Vitela com couve de Bruxelas e cenoura!





Hoje trago uma refeição super pratica, tanto para o dia em causa como para o dia seguinte. Pois fica muito bom, com um molho denso. Gosto muito de fazer este prato, faço sempre uma dose generosa a dar para 2 refeições completas. E assim ganho em especial tempo livre na cozinha. Também é bom, não ter que fazer um almoço ou jantar. Apenas aquecer...
Sem perder qualidade e sabor.
E estas couves de bruxelas ficam maravilhosas. A carne também muito boa, tenra, marmoreada e com terinque (cartilagem). 
E uma carne relativamente económica.
Se ainda não experimentaram, testem e vão ver que tenho razão.
Por isso hoje deixo-vos aqui esta travessa rica em sabores e texturas, acompanhado com um arroz Basmati.




Ingredientes
1 quilo de entrecosto de vitela, partido e pequenos pedaços
1 quilo de couve de bruxelas
4 cenouras
1 colher de café de PapriKa
1 colher de café de Louro moido
2 dentes de alho 
1/2 cebola
Azeite q/b
20 ml de vinho branco 
Agua q/b

Preparação
Usei a panela de pressão e em 40 minutos tinha o jantar na mesa.
Comece por picar a cebola o alho e abra o gindungo a meio tudo dentro da panela de pressão com um fio de azeite deixe saltear ate a cebola ficar translucida. 

Refresque com um pouco de vinho branco.Deixe evaporar. Junte a carne uma pitada de Sal de Alecrim o Louro moido e a  PapriKa, junte o restante vinho , feche a panela e deixe cozinhar por 20 minutos.

Entretanto descasque as cenouras com um descascador e  com ajuda de uma mandolina de ondas  corte as cenouras em rodelas, reserve.

Passados os 20 minutos, tire a pressão da panela abra e junte as cenouras e as couves de bruxelas. 
Acrescente um pouco de agua se necessário rectifique o sal e volte a por a cozer mais 20 minutos. 
Acompanhe com um delicioso arroz Basmati.



Nesta receita contei com o Apoio e qualidade de Produtos Da Borner


Bom Apetite!


quarta-feira, 22 de julho de 2020

Gelado de Manga!





Por aqui continuo rendida a gelados, desta vez com manga, mais exactamente!
E deixem-me dizer-vos. É maravilhoso, sabor da manga em todo seu esplendor.
Os dias continuam muito quentes, estamos no auge do Verão. 
E nada com uma deliciosa taça deste gelado, para nos refrescar e deliciar.
Sim tem leite condensado, uma bomba calórica, é verdade. Mas tem a parte de ser feito em casa.
Pelo menos sabemos o que estamos a comer. E claro não vamos comer, cerca de 2 litros de gelado assim de uma vez. Rende imenso.
As crianças ai de casa vão agradecer este tipo de miminhos, sempre disponíveis na arca congeladora.
E super simples e rápido de se fazer. Com 3 ingredientes apenas! 
Vá aceitem mais simples, é quase impossível.
Acreditem este gelado não vos vai falhar.




Ingredientes
400 gr de natas (2 pacotes, 35%gordas no mínimo.)
1 lata de leite condensado
1 lata de polpa de manga

Método Tradicional
Bater as natas até ficarem bem firmes. 
Juntar o leite condensado e misturar bem.
Por fim a polpa de manga e envolva bem até obter uma cor amarela bem uniforme.

Passe para uma taça que possa ir congelador.
Coloque película aderente, encostado ao creme de gelado. E leve ao congelador  4 horas, no mínimo.


Método Thermomix
Com o copo bem limpo e seco, coloque a borboleta no copo e junte as natas a bater alguns minutos, a começar pela velc.2 até à velc. 4. Sem copinho em cima. O ar ajuda com que as natas subam mais rapidamente. 
Assim que estiverem bem firmes ainda com borboleta, junte o leite condensado e a polpa de manga cuidadosamente
Misture 3mint./Velc. 2.

Passe para uma taça que possa ir congelador.
Coloque película aderente, encostado ao creme de gelado. E leve ao congelador  4 horas, no mínimo.




Bom Apetite!



 

terça-feira, 30 de junho de 2020

Gelado de Mirtilo!







E para fechar o mês de Junho deixo, aqui um delicioso gelado de mirtilo.
Para celebrar entrado do Verão, estação do ano preferida da grande maiorias das pessoas. Pois é aqui que por norma se encaixa, aquela pequena época chamada ferias. Que todos nós, adoramos!
Férias... Este ano particularmente, diferentes. Mas carregado de sonhos de esperanças. Ferias diferentes, sem qualquer sombra de duvidas. Onde sonhos e projectos fervilham para se porem em pratica...
Ferias de 2020. E não precisar de sair de andar no meio de multidões para ter acesso a um delicioso gelado,estilo Italiano. Perfeito, para um momento de pausa nos dias quentes e ansiosos carregados de medos nesta ferias bem atípicas de 2020. 
2020 o ano que marca toda a diferença!  Ano de muitas mudanças. Ano que fez e vai fazer mudar muitas vidas. Mas tudo se resolve, tudo se compõe. tudo tem um rumo...
Um ano que apesar de tudo, quero muito. 
Que seja bem saudável e bem...
💖Docinho 💖



Ingredientes 
400 gr de natas (2 pacotes, 35%gordas no mínimo.)
1 lata de leite condensado
1 colher de chá de aroma de baunilha

300 gr de mirtilos
sumo de meio limão

Metodo Tradicional
Bater as natas até ficarem bem firmes. 
Juntar o leite condensado e misturar bem.
Por fim a colher de aroma de baunilha.
Só assim já fica um fantastico gelado com sabor a baunilha.
Passe para uma taça que possa ir congelador, usei uma de gelado de compra.
Coloque película aderente, encostado ao creme de gelado. E leve ao congelador 3 a 4 horas.

Entretanto leve os mirtilos numa sertã ao lume com o sumo de limão para cozinhar o fruto. 
Não precisa de açúcar o doce do gelado é mais que suficiente.

Retire o gelado  do congelar e misture os mirtilos, com ajuda de um garfo. Para que fique por todo. Mais 4 horas de congelador e esta pronto a comer.


Método Thermomix
Com o copo bem limpo e seco, coloque a borboleta no copo e junte as natas a bater alguns minutos, a começar pela velc.2 até à velc. 4. Sem copinho em cima. O ar ajuda com que as natas subam mais rapidamente. 
Assim que estiverem bem firmes ainda com borboleta, junte o leite condensado e o aroma de baunilha.
Misture 2mint./Velc. 2.

Só assim ja fica um fantastico gelado com sabor a baunilha.
Passe para uma taça que possa ir congelador, usei uma de gelado de compra.
Coloque película aderente, encostado ao creme de gelado. E leve ao congelador 3 a 4 horas.
Entretanto coloque os mirtilos com sumo do limão no copo.
Programe 15 minutos/varoma/vel. colher, para cozinhar o fruto. 
Não precisa de açúcar o doce do gelado é mais que suficiente.


Retire o gelado do congelar e misture os mirtilos, com ajuda de um garfo. Para que fique por todo. Mais 4 horas de congelador e esta pronto a comer.





Bom Apetite





quinta-feira, 25 de junho de 2020

Clafoutis de Mirtilos




E por aqui ainda continuo em modo mirtilos, são maravilhosos. Prefiro sempre a fruta no seu estado natural.Mas os docinhos com elas também ficam fantásticos.
E hoje saiu esta Clafoutis de mirtilo, aprovada. Que teve por companhia uma bola de gelado. Sim eu sei muito difícil esta vida. Viciada nestas pequenas perolas azuis. Sim porque isto não fica por aqui, ainda tenho mais umas receitinhas na manga com estes rapazitos (mirtilos).
Deixo aqui em baixo a receita, não deixem de experimentar. É bem simples de se fazer. Uma receita de origem francesa, penso eu...
Uma sobremesa, muito agradável.





Ingredientes
400 gr. de mirtilos
400 gr. de leite meio gordo
5 ovos
100 gr. de farinha
150 de açúcar amarelo
1 vagem de baunilha
1 c. (sopa) de açúcar em pó

Método Tradicional
Abra e raspe a vagem de baunilha, adicionando-a ao leite e leve o leite a ferver. Quando começar a ferver, retire e reserve.
Pré aqueça o forno a 180ºC
Lave e seque os mirtilos.
Forre uma tarteira de aro amovível com papel vegetal.

Bata os ovos com o açúcar com a flor de sal até obter um creme esbranquiçado. Vá adicionando aos poucos a farinha, continuando a bater. Retire a vagem de baunilha do leite e adicione aos poucos, o leite à massa, enquanto continua a bater. Junte os mirtilos e mexa com cuidado para não rebentar os mirtilos.

Verta a massa na tarteira , leve ao forno e deixe cozer durante 30 a 40 minutos.
Retire e deixe arrefecer. Polvilhe com açúcar em pó e sirva como mais gostar quente ou fria. Aqui foi servida ainda quentinha com uma bola de gelado, ao lado!

Método Robot de cozinha Thermomix
Abra e raspe a vagem de baunilha, colocando-a no copo. Adicione o leite e aqueça (2min/70ºC/ vel1). Retire e reserve.
Pré aqueça o forno a 180ºC.
Lave e seque os mirtilos.
Forre uma tarteira de aro amovível com papel vegetal.

Coloque os ovos no copo, juntamente com flor de sal e o açúcar e bata (15seg/vel3). Programe novamente (30seg/vel3) e pelo bocal do copo vá adicionando aos poucos a farinha. Por último programe (30seg/vel3) e adicione através do bocal o leite, tendo o cuidado de retirar antes a vagem de baunilha. Junte os mirtilos e misture com a espátula, com cuidado para não rebentar os mirtilos.

Verta a massa na tarteira, leve ao forno e deixe cozer durante 30 a 40 minutos.
Retire e deixe arrefecer.Polvilhe com açúcar em pó e sirva como mais gostar quente ou fria. Aqui foi servida ainda quentinha com uma bola de gelado, ao lado! 




Nesta receita contei com o apoio dos excelentes produtos.

Bom Apetite!





terça-feira, 16 de junho de 2020

Pão Alentejano.








E hoje trago mais um pãozinho feito em casa claro. Desta vez o alentejano. Receita gentilmente cedida por uma alentejana de gema. A minha querida Maria José Silveira.
Que por sua vez lhe foi passada por um primo também ele, bem Alentejano.
Barriga Pinto Jorge. ( Muito obrigada pela gentileza e partilha da receita)
Um pão maravilhoso, para uma merenda bem típica portuguesa.
Um pão deliciosa, carregado de simplicidade. Com uma crosta rija, estaladiça, crocante, com um interior alto e fofo. Um pão que aguenta dois três dias, sem endurecer. Claro que ele não dura esses dias, pois é viciante.
Este pão acompanha na perfeição, um lanche, após um trabalho de ir ao jornal. Como se diz aqui na terra. Depois de um dia de trabalho no campo. Uma vindima, apanha de batatas,desfolhar milho, tirar cabelo ao cebolo... tantas tarefas que se fazem no campo.
Onde no final do dia se tinha um lanche assim parecido com pão, azeitonas, variedade de enchidos, queijo e vinho claro, esse não pode faltar, nunca.
Memórias que tenho em mim. De quando acompanhava meu avô materno nas suas idas ao campo.
Memórias tão doces, onde éramos felizes, alegres com muito pouco.
Era feliz e não sabia...sem preocupações sem qualquer tipo de freima.
Era criança...Onde tive a sorte o grande privilégio, de crescer com a presença de meus avós. Um vinculo para a vida 💗
Do qual recebi doses exageradas de Amor💗
Bem já chega de nostalgia e vamos a receita.



Ingredientes
500 gr de farinha tipo 65
25gr de fermento de padeiro fresco
10 gr de flor de sal
300 gr de água

Preparação tradicional
Pré aqueça o forno a 200ºC
Num alguidar grande (pode ser de plástico) coloca a farinha, a flor de sal e esfarele o fermento, entre as mãos por cima da farinha também. Aos poucos adicione a água, morna e amasse muito bem. Sovar a massa. durante alguns minutos.
Deixe levedar por duas horas dentro do mesmo alguidar.
Pode colocar uma taça mais pequena com água quente por baixo ajuda a levedar. ( calor ameno de baixo para cima, no fundo do alguidar.)
Passadas as 2 horas, Coloque a massa em cima da bancada com farinha puxe as pontas para o centro a toda a volta. Duas ou três vezes, dê a forma que desejar ao pão e leve ao forno a cozer durante 50 a 60 minutos.

Método, robot de cozinha
Coloque a água com o fermento e a flor de sal no copo. Programe 5 mint/ 50Cº
Adicione a farinha,toda de uma vez.
E programe 6 mint/vel. espiga.
Desligue a maquina e deixe levedar dentro do copo. num local afastado de correntes de ar.
Passadas as 2 horas, Coloque a massa em cima da bancada com farinha puxe as pontas para o centro a toda a volta. Duas ou três vezes, dê a forma que desejar ao pão e leve ao forno a cozer durante 50 a 60 minutos.




Bom Apetite!